Marcadores

Babadores!?!

Se havia algo que eu simplesmente não entendia antes de ter um bebê era o motivo de alguém comprar babadores para recém-nascidos. Se a criança só começa a comer por volta dos seis meses de idade, qual é a lógica de ter montes de babadores em estoque desde o nascimento?

Aí o João nasceu e começou a mamar. E sugava com tanta vontade que o leite não cabia todo na boquinha dele e escorria pelas bochechas, molhando a gola e os ombros das roupinhas – e o corpinho dele por tabela, claro. Então cada vez que amamentava, eu precisava trocar, além das fraldas, também a roupa dele.

Só então percebi a utilidade dos babadores desde o iniciozinho das vidas dos babies.

Comecei a vestir babador nele sempre que ia amamentá-lo. E a cada mamada precisava de um novo, de tão ensopada que a peça ficava. Tive que dar uma incrementada às pressas no estoque, pois a quantidade que ele tinha não estava dando conta.

E como eu só aprendi na prática, acho que não custa nada avisar. Moms to be: bebês babam!!! Muito. Desde sempre. Se quiserem uma dica importante para o enxoval: babadores! Além de lindos, fofos, descolados e “incrementados” são, acima de tudo, uma mão na roda!

E estão por aí para todos os gostos! – e bolsos, diga-se de passagem...

Com dizeres fofos, engraçadinhos, espirituosos...



...de bichinhos...


...discretos...

...coloridos...

...descolados...

  
...vintage...

...circulares...

...retangulares, com “golinha”...

 
...artesanais...

Descobri que serão das peças de mais uso e maior longevidade no enxoval do João.


Às prendadas, são pecinhas tão simples que podem ser feitas com todo o amor e carinho, totalmente personalizadas para os seus bebês. Quem se aventura?


Imagens: Reprodução